Surfari | Trip-o-Rama México: Los Cabos pt.4 Trip-o-Rama México: Los Cabos pt.4 | Surfari

Trip-o-Rama México: Los Cabos pt.4

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

A session na máquina de direitas do El Tule ainda estava na mente.

No dia seguinte seguimos a mesma receita: Dormir cedo, acordar cedo, entrar no deserto debaixo da ponte para surfar belas direitas. Altas ondas novamente, mas, com o passar das horas o mar crescia e as ondas que chegavam nos 2 metros começaram a fechar rápido demais, dificultando também a varada. Era a hora de sair a procura de outro pico. A uns 15 km ao leste do El Tule fica a praia chamada Costa Azul, já no município de San Jose del Cabo. O lugar é conhecido por ter boas ondas para iniciantes, inclusive tem algumas escolas de surf. Chegando lá, já se pode ver as ondas de um estacionamento no alto do morro.

 

%name %title

A primeira vista de Costa Azul. de cima do morro as aparências podem enganar.

 

%name %title

Lineup da segunda sessão na praia Costa Azul

 

A onda é uma direita que começava longe da costa, vinha se aproximando e diminuindo de tamanho até chegar a área da escolinha. Uma onda perfeita para longboarders, já que mesmo olhando de cima dava para ver que a vaga na maior parte do tempo era “gorda” e não oferecia muita parede para manobrar (Embora as fotos mostrem ao contrário).

 

%name %title

Em Costa Azul, surfista não identificada desfere uma batida em uma sessão divertida da onda

Pensamos: Em algum lugar deve estar clássico!!!

Fomos em busca das esquerdas de Monuments, que leva esse nome por aquele arco de pedra que fica ao fundo da foto. Depois de alguma dificuldade para encontrar o local, chegamos lá e nos deparamos com um pico saturado pelo tamanho da onda, sem ninguém na água.

 

%name %title

Monuments sem nenhum surfista para nos servir de referência. Parecia estar um pouco acima do tamanho de fiuncionamento

 

%name %title

Monuments abrindo para esquerda. Mas por aonde se vara o mar?

 

Até cogitei cair, mesmo sem a companhia do meu tio, que na hora da foto deveria estar falando algo do tipo: – Tu quer ir vai sozinho… Eu tô fora!

 

%name %title

– Tô fora. Meu tio deixando bem claro que surfar alí não era a sua vontade. Esta é a visão de cima do morro de Monuments. Espremida entre dois Resorts

 

Não ter nenhum surfista de referência em um pico desconhecido pode ser perigoso. Se pudéssemos voltar no tempo surfaríamos em Costa Azul, que na nossa memória já não parecia ter uma onda tão gorda assim. Mesmo com esse Hit & Miss estávamos de cabeça feita e já chegava a hora de buscarmos os golfista e nos juntarmos com a família. O Swell ainda nos daria outra oportunidade.

continua…

 

Texto: Duda Linhares

Fotos: Duda Linhares e Ricardo Linhares

Instagram