Surfari | Surfari Entrevista Projeto Soul Surfari Entrevista Projeto Soul | Surfari

Surfari Entrevista Projeto Soul

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

Quem com um espírito aventureiro nunca idealizou a expedição de uma vida?

Muito mais do que uma simples viagem dentro de uma Campervan, Murilo e Lincoln, criaram um projeto de vida, o Projeto Soul, onde quase deram a volta na Austrália. Os caras foram de Perth a Cairns, percorreram mais de oito mil quilômetros conhecendo culturas, pessoas, compartilhando experiências e colhendo inspirações. O Surfari entrevistou os dois e te mostra que mais do que sonhar é preciso acreditar, realizar, vivenciar e expandir.

Projeto soul teaser from Projeto Soul on Vimeo.

 

Como surgiu a conexão de vocês para embarcar na viagem? Desde o princípio saíram com planos para esse projeto ou as coisas foram acontecendo?

Nossa conexão existe desde muito pequenos, somos primos e fomos criados em meio a aventuras, pratica de esportes, acampamentos e viagens entre família e amigos.

Quando chegamos na Austrália os objetivos eram outros, mas houveram circunstâncias as quais trouxeram esse espírito “pé na estrada” a tona e com as ferramentas que tínhamos disponíveis resolvemos montar um projeto que vai além de uma simples viagem.

Moramos 2 meses em uma Campervan, onde agente cozinhava, almoçava e dormia, atravessamos a Austrália de Perth a Cairns (aproximadamente 11.500 km) conhecendo lugares incríveis e indescritíveis.

%name %title
Nós (Lucas e Eduardo, editores do Surfari) moramos por um ano na Austrália e nossa experiência lá é totalmente ligada ao surf. Pra vocês qual era a maior motivação? O que os levou a escolher a Austrália?

Em relação a esportes, para nós não só como surf, mas todo tipo de aventura e liberdade, mas a maior motivação, é que na Austrália, você agindo com ética e pés no chão consegue realizar vários objetivos e sonhos, mantendo uma qualidade de vida excepcional, rodeados por uma diversidade enorme de cultura mas ao mesmo tempo há momentos em que você se encontra-se sozinho do outro lado do mundo e isso é uma das coisas que mais agrega em toda experiência, o autoconhecimento.

Acreditamos que muitos brasileiros procuram uma experiência fora do seu país onde podem encontrar uma maneira mais justa de realizar seus sonhos, não dizemos mais fácil, porque para nós foi muito difícil, mas acreditamos nele e fizemos acontecer com muito esforço e dedicação. O projeto também é uma forma de inspirar as pessoas a acreditarem em seus sonhos e objetivos.

%name %title
Falem um pouco sobre as mudanças que essa viagem causou na vida de vocês? Acho que esse é um tópico que todos viajantes se identificam, pois as mudanças nos objetivos de vida geralmente são drásticas…

Com certeza. A experiência que tivemos foi sensacional e acredito que cada um foi afetado de uma forma diferente. Ambos ainda comentamos um com o outro sobre a viagem,  como foi bom, porque ela ainda parece um sonho e tudo que agente tem feito procuramos encontrar aquela sensação de liberdade,  o inusitado, o desconhecido. Houveram lugares no meio do deserto e no interior onde conversávamos com as pessoas e muitas vezes elas nem imaginavam o que era Brasil, ou nunca tinham falado com um brasileiro, e nesse momento sentíamos queestávamos representando a nossa cultura, um pouco do que todos nós somos.

%name %title
Como as pessoas podem interagir mais com os materiais gerados na trip? Falem um pouco sobre os desdobramentos que a viagem teve em termos de produção de conteúdo…

Antes do dia de partida, ficamos em torno de 2 meses planejando financeiramente, o trajeto, pontos de parada e como iriamos criar um material para essa viagem. Somos Designers e isso ajudou muito na questão de como captar e executar o projeto. O material é feito de vídeos, fotos, posters e um livro o qual tem um texto que relata as experiências de uma forma abstrata. Fizemos também um blog com a atualização quase diária da viagem, falando um pouco sobre a nossa rotina, etc.

Uma dica para quem pensa em fazer algo parecido, quando você viaja, capta o material, edita e finaliza, você precisa de uma disciplina para que nada se perca e tudo fique organizado. É uma quantidade enorme de material e por isso, todos os dias onde escolhíamos o local que iriamos parar, as vezes após dirigir 600 km, organizávamos as pastas com as fotos, vídeos, nomes de locais, etc, porque depois é praticamente impossível organizar, um projeto requer muito trabalho e empenho de todos os participantes.

%name %title
Quais são os planos da dupla para o futuro?

Como dissemos, estamos sempre procurando algo inusitado,Lincoln continua morando na Austrália, cursando e trabalhando com gastronomia, Murilo mora em Florianópolis,  trabalha como freelance com projetos gráficos.

Estamos devagar montando novos planos de viagens, breve vamos executá-lo para trazer e compartilhar a experiência de como encaramos a vida de uma melhor maneira possível.

%name %title

Nossos contatos:

Lincoln:
lincoln.justus@gmail.com

Murilo:
mucapj@gmail.com

www.cargocollective.com/atemp
www.rodandoaustralia.blogspot.com.br

Para conferir todo o material vocês podem acessar o site:
https://projetosoul.squarespace.com

 

Entrevista por Lucas Zuch

Intro Amanda Oshida

Instagram