Surfari | Skate no Asilo Skate no Asilo | Surfari

Skate no Asilo

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

Semanas atrás, publicamos no Surfari uma crônica que explicava a cultura dos sports de glissé (esportes praticados com pranchas) na França. Entre uma das frases de efeito, o autor Pedro Sehbe explicou que por lá, cada campeonato de skate, surf ou similares é sustentado por três pilares. O esporte, a arte e o social. Esse esforço faz com que os sports de glissé sejam respeitados como uma cultura de vanguarda, em que seus praticantes são pessoas antenadas e bem informadas.

Coisa boa é ver que ao lado de casa, surgem exemplos que andam neste mesmo sentido.

%name %title

%name %title

No último dia 17 de março em um belo domingo ensolarado, aconteceu o primeiro Campeonato de Skate no Asilo Padre Cacique.

Com muita criatividade, o coletivo Smile Flame organizou uma competição “que foi uma brasa, mora?”. Cerca de 20 skatistas disputaram o cobiçado troféu ‘Bengala de Ouro’, sob o julgamento dos moradores do Asilo. Enquanto as manobras iam acontecendo, um grafiteiro desenhava um imenso rosto amarelo e azul em tábuas de compensado e o DJ Chernobyl tocava um som para “sacudir o esqueleto” dos velhinhos. Johnny Cash, Richard Cheese e Frank Sinatra embalaram algumas baterias do campeonato

Centenas de jovens apareceram para prestigiar o evento e colaboraram com doações de roupas, compra de ingresso, de churros,  mas principalmente, trazendo muita diversão e carinho aos velhinhos!

Nada de choque de gerações, todo mundo interagindo com muita alegria, respeito e compaixão. Na receita domingão de sol, asilo, música, skate e gente bonita de todas as idades – todas mesmo! – só podia dar em ganha-ganha.

Estávamos lá e fizemos um vídeo para ilustrar essa combinação inusitada.

Skate no Asilo from Surfari on Vimeo.

O Surfari parabeniza os organizadores! Baita iniciativa!

Texto, imagens e edição: Duda Linhares.

Instagram