Surfari | Pioneiros do Surf em Santa Catarina (Ep. 5) Pioneiros do Surf em Santa Catarina (Ep. 5) | Surfari

Pioneiros do Surf em Santa Catarina (Ep. 5)

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

No início deste ano, o jornalista e criador multimídia Luciano Burin deu vazão a um material histórico que remete a trajetória de alguns dos pioneiros do surf em Santa Catarina. Os rolos de super-8mm de Lars Kreuger chegaram a ele durante sua pesquisa para o filme ‘Pegadas Salgadas’, documentário que retrata a ligação entre o surf e o desenvolvimento socioeconômico de Florianópolis. Na série de 7 episódios, Luciano nos mostra o desbravamento dos principais picos do estado e os aguerridos surfistas que os desbravam em épicos surfaris.

No quinto episódio da série “Pioneiros do Surf em Santa Catarina”, Fernando “Marreco” Moniz recebe um numeroso contingente da primeira geração de surfistas da ilha para desfrutar de um dia clássico de ondas na Barra da Lagoa em Florianópolis em 1976.

As imagens foram gravadas por José Manoel Pereira Nunes, provavelmente em um dia de fim de semana, quando os surfistas do Centro da cidade encaravam a estrada pela Lagoa da Conceição até a então remota vila de pescadores da Barra para curtir as ondas em dias de vento sul – antes da construção dos molhes do canal, que modificaram (para pior) a qualidade das ondas a partir dos anos 80.

%name %title

Fernando “Marreco” Moniz caminhando em seu longboard.

“A onda da Barra era parecida com a da Guarda do Embaú, só que ao contrário”, relembra Marreco, que foi um dos primeiros surfistas a fixar residência no pico logo que chegou do Rio de Janeiro em 1974. As imagens deste vídeo comprovam esta fama, com o terral penteando as longas direitas e as grandes esquerdas quebrando vazias e tubulares na direção do Moçambique.

Nesta época, o surf na ilha acontecia basicamente na Joaquina com vento nordeste e na Barra da Lagoa com vento sul. “A gente ficava ligando pro pessoal do centro para não ter que surfar sozinho”, conta Fernando, que aparece no vídeo trocando a base e entubando com muito estilo em seu longboard.

%name %title

Sessões clássicas e tubulares.

Ao contrário do episódio 4, que mostra Marreco surfando na Barra sozinho em 1975, este vídeo de 76, já registra a presença de muitos surfistas dentro d’água, com vários deles dividindo as mesmas séries, captando a rápida explosão da febre do surf na ilha. Quem conseguir identificar alguns dos outros surfistas que participaram desta histórica sessão, favor manifestar-se!

%name %title

Primeiros indícios de “crowd”.

 

Texto e vídeos por Luciano Burin, editor do Surf & Cult.

Intro por Lucas Zuch

Instagram