Surfari | Pioneiros do Surf em Santa Catarina (Ep. 3) Pioneiros do Surf em Santa Catarina (Ep. 3) | Surfari

Pioneiros do Surf em Santa Catarina (Ep. 3)

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

No início deste ano, o jornalista e criador multimídia Luciano Burin deu vazão a um material histórico que remete a trajetória de alguns dos pioneiros do surf em Santa Catarina. Os rolos de super-8mm de Lars Kreuger chegaram a ele durante sua pesquisa para o filme ‘Pegadas Salgadas’, documentário que retrata a ligação entre o surf e o desenvolvimento socioeconômico de Florianópolis. Na série de 7 episódios, Luciano nos mostra o desbravamento dos principais picos do estado e os aguerridos surfistas que os desbravam em épicos surfaris.

Pioneiros do Surf em Santa Catarina – ep. 3 from Surf & Cult on Vimeo.

No terceiro episódio da série “Pioneiros do Surf em Santa Catarina“, os exploradores Fernando “Marreco” Moniz e Lars Kreuger voltam ao pico da Atalaia, em Itajaí, onde encontram condições clássicas, com as longas e famosas esquerdas do local oferecendo ótimas condições de surf, novamente, sem ninguém na água.

Lars Kreuger executando a sua versão do "estilo águia" de Mark Richards nas esquerdas da Atalaia.

Lars Kreuger executando a sua versão do “estilo águia” de Mark Richards nas esquerdas da Atalaia.

As duas diferentes sessões de surf em 1974 registradas neste vídeo foram algumas das primeiras realizadas neste pointbreak que, anos depois, tornaria-se famoso pelo crowd e o localismo. Com um surf moderno, com direito a trocas de base no meio da onda, Marreco lembra que as pessoas em Itajaí olhavam abismadas quando eles passavam munidos de suas pranchas monoquilha, pois, na época, ninguém nem sabia que haviam boas condições para o surf na região.

Além de pioneiros em desbravar os picos do litoral norte catarinense, Fernando e Lars logo se estabeleceram como os primeiros shapers da região. A partir dos anos 80, Lars tornou-se também um exímio construtor naval, especializado na fabricação e reforma de embarcações de madeira. Um legado que segue firme na família Kreuger, com o estaleiro Kalmar, hoje administrado por sua filha, em Itajaí.

Sem crowd. Só as ondas. Atalaia como quem nasceu depois dos anos 80 nunca viu.

Sem crowd. Só as ondas. Atalaia como quem nasceu depois dos anos 80 nunca viu.

Texto e vídeos por Luciano Burin, editor do Surf & Cult.

Intro por Lucas Zuch

Instagram