Surfari | Guess the Spot apresenta: North Point, Austrália Guess the Spot apresenta: North Point, Austrália | Surfari

Guess the Spot apresenta: North Point, Austrália

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

A Austrália, muitos já visitaram. Agora, você realmente conhece a cultura australiana? Digo isso pois me incluo na grande maioria dos turistas (quase residentes) que gastaram todo seu tempo vivendo na “land of down under” apenas na costa leste.

Se afastando de Sydney e da Gold Coast e atravessando o país em direção ao Oeste, encontramos um estado tão diferente da costa Leste que os moradores locais tem características bairristas e vontade de se emancipar. Chegamos em Western Australia, o lado selvagem deste país-continente.

%name %title

Fonte: pinterest.com

Ao analisar o mapa do lado oeste australiano, percebemos um “cotovelo” apontado em direção sudoeste. O chamado “southwest corner” geograficamente é uma dádiva para a pratica do esporte dos deuses, pois ondulações de todos os lados atingem a costa e transformam a região em um harém do surf. Cidades/vilarejos como Margareth River, Gracetown e Yallingup  são provedores de picos mundialmente famosos como Margaret River Main break, The Box, Lefthanders, Gas bay, North Point.

%name %title

As direitas de North Point. Foto: Eduardo Linhares da Silva

Não é a toa que a região é um celeiro de talentos no surf, com uma nova geração de promessas como Jack Robinson e Jacob Wilcox, ou também nada mais, nada menos que Taj Burrow, Yadin Nicol, Jay Davies e mais uma leva de surfistas locais da região.

%name %title

Taj Burrow voando alto no quinta de casa, Yallingup. Fonte: tungsten.photoshelter.com

Das três cidades citadas, respectivamente, são 40 km de uma costa abençoada, com ondas para todos os tipos, gostos e tamanhos. Se Western Australia fosse um cardápio de ondas, North Point seria aquela Costela suína deliciosa, apimentada demais (para quem não é acostumado) e difícil de dar conta sozinho (para quem não está com fome suficiente).

A direita com fundo raso de pedras (ligeiramente afiadas) tem duas sessões que podem ser interligadas nos melhores dias, só há um problema: o caminho mais indicado é por dentro do tubo.

O drop na primeira sessão é disputado  por surfistas de alta qualidade e é um tanto quanto rápido. Para entrar no mar há um canal com uma braçada de uns 200 metros, ou um pulo da pedra (somente para experientes) que te coloca quase diretamente no lineup.

Resumindo, Northpoint é uma onda difícil, que se domada, irá te recompensar. Charge it!

%name %title

North Point funcionando. Foto: Lucas Zuch

Direção da ondulação: Sudoeste/oeste/noroeste

Direção do vento: Sudeste/leste

Melhor época para o surf: abril à setembro.

Traje apropriado: long john 3.2mm no inverno; short john no verão.

Texto: Cássio Cappellari

Instagram