Surfari | Byron Bay Surf Festival Byron Bay Surf Festival | Surfari

Byron Bay Surf Festival

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

Cultura surf, uma cultura que não envolve apenas a arte de deslizar sobre as ondas. Dentro dela há praticamente um mundo à parte, com valores, características e expressões artísticas diferentes.

A pequena cidade de Byron Bay, ao sul da Gold Coast australiana, é um exemplo perfeito de comunidade que vive e respira tal cultura. Com uma tradição no esporte que já vem de décadas, a surf citie é palco de um evento que já é referência mundial em festivais de surf.

O blog da Korduroy entrevistou os organizadores da terceira edição do Byron Bay Surf Festival, que aconteceu em outubro de 2013, e reuniu milhares de viciados no estilo de vida que tanto idealizamos.

No final das contas, acabou sendo muito mais que apenas um festival

Por quanto tempo vocês tem recebido o Byron Bay Surf Festival?

Três de nós, Vanessa Thomson, quem teve a ideia inicial, James McMillan e eu, Mike Jahn, começamos a colocar ideias juntas à uns quatro anos atrás. O festival de 2013 foi o terceiro e o mais bem sucedido de todos.

%name %title

Não são apenas filmes de surf? O que mais tem no festival?

O Byron Bay Surf Festival é uma comunidade chamada “Cultura Surf Agora”. Aqui você pode achar características de diversas comunidades de surf ao redor do mundo, proporcionando um grande aprendizado de cultura surf em apenas três dias, em uma das surf cities mais ricas historicamente na Austrália, Byron Bay.

Além de filmes de surf e curta-metragens, há também espaço para arte, fotografia, shows, música ao vivo, mercadinhos com produtos artesanais voltados ao surf, moda, livros, apresentações, workshops, exercícios físicos, carros e motos antigas, exibições de shapers, brechós, demonstrações de surf, sessões de surf freestyle, e ainda muito mais.

Porque hospedar um festival como este?

A gente queria criar um local especial para celebrar e compartilhar o que é tão viciante para jovens e adultos a respeito do estilo de vida voltado ao surf e ao oceano. O festival é um encontro único de pessoas que contribuem de forma extraordinário para nossa comunidade. Eles vem de vários países ao redor do mundo, e, ao chegar aqui, eles querem partilhar suas paixões pela arte, design, moda, cinema, música, estilo de vida, novas e inovadoras criações, saúde e beleza, sustentabilidade e desenvolvimento ecológico na indústria do surf, e também fazer a diferença em nosso ambiente.

Eu acredito que o que torna o Byron Bay Surf Festival tão único e maravilhoso, é que não é a respeito de quem é melhor, de quem compete em um nível melhor ou de quem tem a melhor performance. Esse festival de cultura surf é a respeito da mais pura forma de expressão criativa dentro e fora da água, um local de encontro para competidores, influenciadores e viciados pela cultura e estilo de vida. É uma plataforma de troca de experiências entre jovens e adultos, em qualquer tipo de nível de surf e habilidades.

Um ícone do surf australiano, Wayne Lynch, que veio aqui esse ano e introduziu o documentário “Uncharted Waters”, discursou na noite: “A melhor parte do festival  foi engajar as pessoas, ainda mais para surfistas mais velhos que já não tem tantos lugares para se expressar, agora temos um espaço.”

Isso foi ótimo de ouvir, ainda mais para quem queria criar uma plataforma para estes indivíduos que raramente andam juntos e conectá-los, ou reconectá-los com surfistas e não-surfistas que de forma semelhante partilham das mesmas paixões ao redor dos oceanos do mundo.

%name %title

Então vocês finalizaram a edição de 2013. Como foi  a experiência? Houve alguma diferença da edição deste ano comparado aos anos anteriores?

O terceiro Byron Bay Surf Festival foi um grande sucesso, reforçando o nome do festival como um dos melhores eventos de cultura surf no calendário e deixando a cidade em evidência.

Foi um marco pessoal que realmente definiu o cenário para os próximos anos. Nós queríamos elevar o festival para outro patamar, e no momento não conseguimos descrever o quão gratos e felizes estamos de alcançar este objetivo que foi muito além das expectativas dos surfistas e de todas as pessoas envolvidas.

Acomodar mais de 5.000 pessoas que vieram de todo mundo para participar e visitar nosso festival de enriquecimento da cultura surf foi uma experiência incrível não apenas para nós, mas também para nossa pequena surf citie.

A presença veio em cores e diversidades refletindo a comunidade peculiar de Byron Bay. A energia e o espírito do festival estava claramente estampado nos rostos das pessoas presentes, que estavam maravilhadas com o intercâmbio cultural, qualidade e organização do evento. Jack McCoy nos disse mais tarde: “Esse festival foi maravilhoso e tocou o coração de toda comunidade. Houve muito espírito Aloha, vocês realmente fizeram um serviço para todos que foi sentido por toda cidade.”

%name %title

Quais foram os seus workshops favoritos?

Entre os mais de 30 eventos dentro do festival, o workshop de construção de pranchas de madeira foi um dos mais visitados. Eles foram muito populares devido a proposta de se encaixar perfeitamente com a sustentabilidade e formas alternativas de materiais para pranchas de surf. Tom Wegener é um dos embaixadores do festival, e esse ano ele fez um workshop de pranchas de peito que esteve lotado o dia todo, com pessoas shapeando suas pranchas com a ajuda de Tom dentro de sua casa de bambu construída na praia. Tom descreveu: “Provavelmente este foi o melhor fim de semana da minha vida.”

Ele se divertiu e viu pessoas andarem com suas pranchas em Wategos Beach que eles próprios haviam feito naquele dia, fato que apenas completou a alegria de todos! No mesmo momento, o artesão Rodrigo Matsuda, que veio do Brasil, realizou um workshop de pranchas no estilo hand planes, feitas de madeira, e ao lado estava o construtor de pranchas Bjorn Holm que se espacializou em hand planes artesanais e pranchas recicladas. Foi incrível perceber o interesse e alegria das pessoas aprendendo como fazer suas próprias handplanes de materiais reciclados e sustentáveis.

%name %title

Vocês já iniciaram os planos para o ano que vem? Vocês já conseguem nos adiantar alguma coisa?

Sim, não há muitas pausas entre os festivais. Nós já estamos planejando em tempo integral para o próximo ano, que terá novos eventos e surpresas.

Com certeza iremos manter a essência do festival com um estilo único e atmosfera amigável diretamente no coração da cidade, próximo a praia, mas sempre planejando novas atrações. Há tantas coisas que queremos integrar, muitas ideias novas, porém temos de ser pacientes e crescer orgânicamente.

Patrocínios são absolutamente cruciais, pois cerca de 90% das atrações do festival são gratuitas à todos os participantes. Batalhamos para achar um patrocínio que percebeu os benefícios de um festival único e que cresce a cada ano, atraindo tantos viciados em cultura surf. Nós queremos patrocínios que trabalhem em parceria conosco de forma sustentável, dentro de um dos maiores aglomerados de cultura surf em todo mundo.

%name %title

Matéria original, Korduroy TV.

Introdução, tradução e edição: Cássio Cappellari 

Instagram