Surfari | Alma da Prancha – A Primeira Monoquilha Alma da Prancha – A Primeira Monoquilha | Surfari

Alma da Prancha – A Primeira Monoquilha

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

A exposição ‘Alma da Prancha’ tem como objetivo expor histórias especiais entre o surfista e sua prancha. Seja naquela sessão, naquele tubo, naquela surftrip, ou naquele simples fato. Queremos dar oportunidade à todos nossos seguidores de participar conosco, revivendo e compartilhando bons momentos junto àqueles instrumentos que nos trazem tantas alegrias. Afinal, recordar é viver.

Clique aqui e saiba como participar.

A Primeira Monoquilha
Shaper: Gabriel Vicente
Proprietário: Lucas Zuch
Texto: Cássio Cappellari
Foto: Lucas Zuch

%name %title

Desde a encomenda da primeira prancha, cresce uma relação de confiança entre um surfista e um shaper. Por vezes, a sala de shape pode até se transformar em um divã. O shaper escuta reclamações, insatisfações pessoais, metas não atingidas, planos de viagens e aconselha seu “paciente” na forma de uma prancha feita por suas próprias mãos. Um instrumento de alívio materializado sob um objeto de planeio.

Dizem aqueles que creem em física quântica, que nosso corpo e nossa mente transmitem energia com poder suficiente para influenciar na composição da matéria. No caso desta monoquilha, desde o bloco até a fibra de vidro estavam sendo energizadas por Gabriel Vicente com sentimentos que combinam à solidão de uma quilha encravada no V bottom. Pureza, alegria, diversão. Era isso que Lucas pedia, pois sofria de uma crise de ansiedade, conhecida como “ditadura da radicalidade.”

O surfista ainda não ganhou alta, segue frequentando a sala de shapes de Gabriel para falar dos seus anseios. A busca pela sanidade no surf é constante e eterna. Talvez, até, utópica.

 

Instagram