Surfari | Alma da Prancha – A Escolhida Alma da Prancha – A Escolhida | Surfari

Alma da Prancha – A Escolhida

Surfari
Vivemos, respiramos e amamos o que fazemos

A exposição ‘Alma da Prancha’ tem como objetivo expor histórias especiais entre o surfista e sua prancha. Seja naquela sessão, naquele tubo, naquela surftrip, ou naquele simples fato. Queremos dar oportunidade à todos nossos seguidores de participar conosco, revivendo e compartilhando bons momentos junto àqueles instrumentos que nos trazem tantas alegrias. Afinal, recordar é viver.

Clique aqui e saiba como participar.

Fish 5’10”
Shaper: Adriano “Teco”
Proprietário: Gustavo Dipp
Texto: Gustavo Dipp
Foto: Gustavo Dipp

%name %title

A prancha mágica.

Treinando a corrida no areião como de costume, um passo em falso, um tombo e um estalo. Muito mais do que pela dor insuportável, as lagrimas imediatas eram pela certeza da gravidade do ocorrido. Rompimento completo do ligamento cruzado anterior do joelho direito e penitencia de 8 meses sem surfar. E os 8 virariam 10 por um insucesso na operação. Após quase 1 ano de uma dolorosa fisioterapia e fortalecimento, finalmente a liberação para atividade física e um conflito: a alegria de voltar e o medo de não ser mais o mesmo, medo do trauma e das limitações dos movimentos. Limitações que exigiam uma prancha especial para a volta, e aí começa a história da “alma de prancha”, com uma fish model feita sobre encomenda, mais lenta, para um surf mais clássico e sem movimentos bruscos.

%name %title

Surfando desde os 15 anos, e a essa altura com 35, vi passar pelo meu quiver pranchas mais bonitas, mais rápidas, mais radicais, mais chamativas, mas nenhuma mais importante que aquela. Ela seria decisiva, ela daria minha sentença, decidindo se eu ainda viveria o fascínio de andar sobre as águas.

%name %title

Se a principal motivação do esporte polinésio é a busca pelo prazer, então como viver uma vida sem prazer? Hoje, ainda com poucas limitações e dores no joelho, sigo minha vida normalmente, trabalho, pego onda sempre que posso e sigo em busca de meus sonhos. Um desses sonhos inclusive, realizei ano passado, quando surfei as ondas da Costa Rica, sim, as mesmas que eu só conhecia pelas revistas na adolescência, e adivinhem só qual a prancha escolhida para a trip ?

Instagram